quinta-feira, 10 de abril de 2008

BE interpela hoje Governo sobre precariedade no trabalho


O Bloco de Esquerda faz hoje uma interpelação ao Governo no Parlamento em que vai exigir respostas para o problema da precariedade laboral e soluções para a ilegalidade dos recibos verdes. (in Sol on-line)

José Soeiro [deputado do BE] adverte que "a situação dos "falsos recibos verdes" é a mais grave, já que não têm direitos laborais de férias, subsídios, nem direitos sociais como o direito à greve e quando ficam desempregados não têm mecanismos de protecção. Estão, assim, sujeitos à prepotência". E lembra que o Estado é recorrentemente empregador ilegal, pois a administração pública está cheia de trabalhadores "a recibo verde". E conclui que para o BE este é uma questão "em que se joga a modernidade do país". (in Público)

Pode consultar dossiê sobre precariedade em Esquerda.net

11 comentários:

Anónimo disse...

Isto é uma vergonha!
No Parlamento fingem que lutam pelos trabalhadores precários. Na CML fazem de tudo para lhes fazer a folha... e mandá-los para a rua.
Ai Portugal por onde andas.. para onde vais...
Ao Sá Fernandes...não chegou já o momento de ter vergonha pelo que anda a fazer?... deixe-se de discursos para jornalista ver e comece a agir e a fazer braço de ferro com o Presidente com atitudes firmes e quem sabe um murro na mesa e esqueça um pouco o doce sabor do poder que parece o tem vindo a acorrentar..e a levá-lo a acomodar-se...

Anónimo disse...

Olhe que não, olhe que não... ;))

Anónimo disse...

Este post está óptimo:
Ora aqui está uma excelente proposta: combate ao desperdício, nomeadamente, do desperdício do capital humano da autarquia. Pois que se faça através de aproveitamento dos recursos humanos existentes na CML, obrigando todos os partidos e movimentos representados na Câmara a dispensar os inúmeros assessores que contrataram, isto é, a "arrumar os tachos"!!! E a escolherem para essas funções pessoal que já lá estava, principalmente pelas suas capacidades técnicas e profissionais e não pela cor politica ou por pertencerem ao grupo que é preciso satisfazer!
O BE que gosta tanto de se armar em paladino das boas causas e da justiça, não quer começar a dar o exemplo?

Anónimo disse...

O Sá Fernandes tem sido uma desilusão... será que o Louçã não vê? Arma-se em salvador dos pobres mas o que quer é tacho, não é diferente dos outros...

Confesso qua ainda tive alguma esperança no sr vereador, mas depressa o poder lhe subiu à cabeça e o resultado está à vista... mentiras atrás de mentiras, atirar de areia para os olhos dos trabalhadores... marca plenários com os funcionários para lhes dizer que está tudo bem, tudo se vai resolver e é o que se vê, em Junho haverá mais despedimentos...

Oh Louçã acorda para a vida! Vê lá os votos que já perdeste com esta brincadeira...

Anónimo disse...

E se começassemos a apostar sobre os despedimentos em Junho?

Tipo uma garrafa de vinho por cada despedimento.

Sr. Sá Fernandes e Sr. António Costa; aceitam? Algum dos anónimos aceita?

Mas o vinho é só para beber depois do horário de saída!!!

Como falamos da Câmara, é lá para as 5 da tarde!

Anónimo disse...

Os comentadores do costume, os argumentos de sempre.

Sá Fernandes é o culpado de tudo o que se passa na Camara.

Foi assim durante a ultima campanha eleitoral, em que Sá Fernandes era o alvo de todos os ataques, enquanto Carmona se safava pela porta pequena, o resultado viu-se .

Voltamos ao mesmo, Sá Fernandes e o Bloco ,procuram uma solução, que possa resolver o problema dos ditos avençados.

O PCP-STML BOICOTAM.

O PSD e o Carmona ,com clientelas a defender, fazem trabalho de sapa.

E se uma vez por todas, se discutissem as questões de fundo.

Como se chegou a este estado de coisas, os bois( salvo seja ) têm um nome, coligação João Soares-PCP, Coligação Santana Lopes -CDS, Coligação Carmona Rodrigues-Maria José Nogueira Pinto, com uma mãozinha na fase final do Ruben de Carvalho.

São a estes que os trabalhadores a recibo verde na Camara devem pedir contas, alguns são vereadores, o Ruben de Carvalho o Carmona Rodrigues e o Pedro Feist por exemplo.

Mas o que importa , é fazer o jogo da Braga Parques, e de todos os corruptos que ao longo do tempo Sá Fernandes, nas muitas lutas que tem travado por Lisboa, tem denunciado.

E como se vê os inimigos têm muitas caras, e os interesses instalados tambem.

Veja-se a esposa de Ruben de Carvalho professora, que faz part-time na Camara a 2.500 euros por mês...

Ou um tal militante do PCP ,que no seu Blogue Lisboa Lisboa, ataca diariamente o Sá, e se diz muito defensor dos trabalhadores, mas não recusa o TACHO de 3.000 euros mensais como assessor do PCP na Camara.

E é esta gente que quer dá lições.

Anónimo disse...

Isso é tudo muito bonito, mas não deixa de ser verdade que o Sá Fernandes ainda nada fez para defender os interesses dos funcionários precários...

A mim nada me interessa o Ruben de Carvalho, o Carmona, A Zézinha, etc etc... a mim o que me interessa é que o nosso problema seja resolvido, porque trabalhar há tantos anos nestas condições é desumano...

Essa treta de atirar areia para os olhos das pessoas com os erros dos outros é politiquice pura.

O Sá Fernandes prometeu resolver o problema, e é nisso que temos que nos concentrar... até agora ainda não vi nada! Daqui a umas semanas a gente conversa...

Anónimo disse...

«não deixa de ser verdade que o Sá Fernandes ainda nada fez para defender os interesses dos funcionários precários...»

Isto é desatenção ou pura injustiça. Se não fosse o Sá Fernandes e o Bloco, neste momento já não havia recibos verdes na Câmara.

Anónimo disse...

«não deixa de ser verdade que o Sá Fernandes ainda nada fez para defender os interesses dos funcionários precários...»

Isto é desatenção ou pura injustiça. Se não fosse o Sá Fernandes e o Bloco, neste momento já não havia recibos verdes na Câmara.

Anónimo disse...

Desatenção? Deve estar a brincar comigo... estando há tantos anos nesta situação precária, garanto-lhe que não é desantenção...

E mais lhe digo: eu acreditava no Sá Fernandes até ter ouvido mentiras da boca do próprio... aí a imagem que tinha dele caiu completamente por terra e vi que ele não é diferente dos outros!

Já disse e repito: conheço muito boa gente, com mais de 3 anos de casa, horários, sujeição hierárquica, etc, que recebeu a dita carta e saiu com uma mão à frente e outra atrás... sei que pediram ajuda ao vereador, e depois ele vem dizer que salvou 27 pessoas e não conhecia mais nenhum caso de pessoas injustamente dispensadas?

Não brinquem connosco por favor!

Pedr@ disse...

É muito interessante essa de sem Sá Fernandes já não haver recibos verdes na CML. Se isso quiser dizer aquilo que penso e não aquilo que eventualmente se poderá ler à letra (como, é graças ao Sá que os recibos não são integrados no quadro, daí continuarem a ser recibos verdes!), parece que os senhores afinal sabem muito mais do que aquilo que dizem.
Isto é só uma Câmara... vale a pena a razão de Estado?