quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

DAKAR FICA PARA LÁ DA CRISE DE LISBOA


Foi hoje aprovada na sessão da CML a proposta de transferência de 400 mil euros e de isenção de todas as taxas municipais, no valor de muitos milhares de euros, para a 30ª edição do Rally Dakar.

Só o Bloco de Esquerda e o Movimento Cidadãos por Lisboa votaram contra este escândalo.

O discurso oficial do rigor, da contenção e dos sacrifícios não se compagina com estes desmandos.

A que prósito PS, PSD, Carmona e PCP viabilizam a entrega de mais de meio milhão de euros (transferência + isenções) para uma empresa privada (Sociedade João Lagos Sports, S.A.), organizadora de um evento com fins altamente lucrativos como é o Dakar?

De facto, isto é pior do que nos enterrarmos nas dunas até ao pescoço...

[P]

3 comentários:

k7pirata disse...

Como sou da margem da sul (e parece que isto é o deserto segundo Mário Lino) já estou habituado.

jt disse...

Realmente isto é tão escandaloso que gostava de conhecer os argumentos da maioria para aprovar isto. Alguém consegue transcrever os discursos da maioria para aqui?

Anónimo disse...

jt: Logo que possível, pq acta com as declarações demora alguns dias.