sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Monsanto maltratado


A Plataforma por Monsanto lamenta, em comunicado, os maus tratos a que o Parque foi sujeito durante o festival Delta Tejo, bem como a subsequente falta de limpeza, e denuncia mais uma isenção de taxas municipais.

Veja aqui.

9 comentários:

Anónimo disse...

Bernardino: Convidaste o José Carlos Mendes a escrever para o blog, foi?

Tiago R. disse...

Pois é!
Foi pena o BE ter aprovado (juntamente com o PS, claro!) a isenção de taxas para este festival que grande benefício trouxe à cidade.

O Rui Nabeiro agradece. A cidade paga!

Tiago R. disse...

E para quem tiver dúvidas, veja-se em http://www.am-lisboa.pt/media/220708a.pdf (na página 5 do PDF)

Anónimo disse...

Só o CDS, esse grande partido revolucionário, votou contra.

Anónimo disse...

Esta situação tem responsáveis: em 1º lugar, destacado, o vereador responsável pelos espaços verdes, em 2º os responsáveis pelo parque florestal de Monsanto e os vereadores que em sessão de câmara votarão favoravelmente o evento. Ninguém acautelou nada, faz-se e logo se vê. Foi o que se viu. Já não basta a Bela vista. O problema não é só a limpeza e os impactos negativos no parque, é o princípio, tudo se pode fazer em todo o lado. Assim continuamos.

Anónimo disse...

Este blog está uma desgraça. Agora de repente apenas serve para dizer mal de JSF. É lamentável e de baixo nível.

Anónimo disse...

Como o outro diz, o JSF põe-se a jeito... e o BE não está pelos ajustes. lol

b aranda disse...

Peço desculpa por interromper, mas enfim... É só para dizer que a Câmara já comunicou há uns dias atrás, à Delta, que o espaço não foi limpo em condições, como foi protocolado.

Não é "ninguém acautelou nada e depois logo se vê", como é óbvio.

Também acho piada um post em setembro que "denuncia mais uma isenção de taxas".

No primeiro festival Delta Tejo ninguém "denuncia" nada, no segundo, há malta que parece que anda com o disco riscado.

Aproveito para informar que apesar de a Delta não ter pago as taxas "da tabela", pagou contrapartidas de valor identico àquilo que teria de pagar ao belenenses se tivesse feito os concertos no estádio deles. Ao contrário da primeira edição, já agora, que pelos vistos não incomodou ninguém.

Anónimo disse...

A primeira edição tambem incomodou. Não teve foi grande afluencia de publico nem escavadoras a trabalhar e os impactos foram minimos.A Plataforma por Monsanto falou com os responsaveis da altura (CML e enviou comunicados para a Delta e Musica no coração)para alertar para a incoveniencia da realização do evento naquele local e tambem fez vistoria aos terrenos, não tinha nada a ver com o que aconteceu este ano.O estado dos terrenos é lastimavel e demonstra desleixo e sobrtudo demonstra que aquele tipo de evento não se pode realizar em Monsanto.Acho que quando é necessário se deve fazer autocritica,é salutar assim como o facto de isto estar a ser discutido neste Blog.Dizer mal de Sá Fernandes não deve ser tabu, assim como dizer bem, quando merece, o que infelizmente começa a ser raro.