sábado, 26 de julho de 2008

Louçã nega conflito com Sá Fernandes e diz ser «apenas diferença de opinião»


Segundo a Lusa, Francisco Louçã, disse na sexta-feira que não existe qualquer conflito com o vereador Sá Fernandes na Câmara de Lisboa e referiu “tratar-se apenas de uma diferença de opinião”.

Na quinta-feira, a Concelhia de Lisboa do Bloco acusou, em comunicado, Sá Fernandes de se ter remetido a um “mero voto seguidista” na aprovação na generalidade da alteração dos estatutos da Empresa Pública de Urbanização de Lisboa, EPUL, que ocorreu na quarta-feira em reunião do executivo municipal.

“É natural que um independente decida de acordo com os seus próprios critérios e segundo a sua opinião”, disse Louçã aos jornalistas, à margem do comício, na noite de sexta-feira, em Armação de Pêra (Algarve). Contudo, o líder bloquista recordou que “o partido deve ser fiel ao programa eleitoral que tem”, sublinhando que uma eventual recandidatura de Sá Fernandes à Câmara de Lisboa “não será feita em função de um desacordo pontual”.

“A política autárquica será definida numa convenção do partido no início de 2009”, assegurou. O líder do Bloco de Esquerda defendeu ainda “a necessidade de acabar com a confusão das empresas municipais em Lisboa, que não têm rei nem roque”.

No discurso que efectuou na noite de sexta-feira perante cerca de mil pessoas na Fortaleza de Armação de Pêra, Francisco Louçã criticou a política do Governo, centrando a sua intervenção nas questões sociais, na saúde e na educação.

7 comentários:

Anónimo disse...

Sinceramente, o Louçã acha que somos todos parvos? Diferença de opinião???

Anónimo disse...

O Sá está a fugir com o rabo à seringa no que concerne ao acordo com o Bloco de Esquerda no inicio do mandato de Câmara!

Anónimo disse...

Os empregados ou melhor propagandistas a soldo da Braga Parques não perdem uma.

É vê-los todos os dias a tentarem lançar achas na fogueira.

Andam nisto há um ano, todos os dias a cisão BE Sá Fernandes está consumada, e apesar de tudo, Sá Fernandes continua a ser o veredor independente apoiado pelo BE, com discordâncias, com divergências, mas continua a sê-lo, quer os lacaios da Braga Parques queiram ou não.

Anónimo disse...

O Sá Fernandes continua a ser o Vereador apoiado pelo BE, no entanto, um acordo é um acordo.E o acordo tem de ser confirmado/firmado e terminado tal qual como começou, com propostas sérias de concretizar!Ou não seria acordo...As propostas foram assumidas e terão que ser cumpridas até ao final! ou O Zé já não sabe o que é a palavra dada...

João disse...

Não adianta vir para aqui com essa teoria de que ou se apoia tudo o que o JSF faz ou se está a fazer o jogo da BragaParques. Para além de ilógioco é um argumento profundamente estúpido e insensato.
Sejamos sérios, o que se passa é que o JSF passou a ser mais fiel ao PS do que ao BE. O que ele tem feito nos últimos meses é seguir as recomendações de Costa e Cia em lugar de seguir as recomendações do Gabinete Autárquico e da concelhia do BE. Foi por isso que o Pedro Soares saiu do Gabinete e, pela primeira vez, um alto dirigente se candidatou à concelhia, o Luís Fazenda.
Portanto quem anda pelos blogs com essas acusações certamente não é do Bloco porque não sabe do que está a falar.

Anónimo disse...

Não sou do bloco mas até poderia ser, não votei e Sá Fernandes mas até poderia ter votado.Depois disto tenho muitas duvidads que algum dia venha a votar.

Anónimo disse...

Pois eu cá tenho muitas dúvidas que você pura e simplesmente vote, seja no que for, por isso, é aquela...