domingo, 8 de junho de 2008

Skoda-se!



«Irmã, peço-lhe que não transforme um pequeno impulso aquático numa orgia celestial.»

João Deus em 'As Bodas de Deus'


A Skoda pediu para ocupar a praça das flores para fazer o lançamento mundial do seu novo carro. Iria na verdade fazer 10 lançamentos, cada um para cerca de 300 convidados estranjeiros.

A Câmara, que anda à rasca de dinheiro, aceitou, mediante o pagamento das respectivas taxas de ocupação de espaço público, claro.

Sá Fernandes aproveitou para negociar a requalificação do Jardim da praça, o seu pelouro.

Diz que vai para lá uma grande revolta. José Neves, historiador, meu querido e bom amigo que vai tomar todos os dias o seu pequeno-almoço à praça, tem disparado mails para todo o lado. Daniel Oliveira, colonista do Expresso, faz um post no blog dele em que diz «não estou, como morador, nada satisfeito com a solução encontrada João Soares, Ex-Presidente da Câmara, Vereador da Câmara de Sintra, também morador, diz que «Sá Fernandes não tem vergonha».

...A praça ter tão ilustres moradores ajuda a dar visibilidade à questão. Mas não é só isso, claro.


José Carlos Mendes, do gabinete dos Vereadores do PCP, não cabe em si de contente e antevê que o caso da praça esteja para o executivo como o caso da ponte esteve para Cavaco.

O meu amigo do PCP, Tiago Saraiva, coloca ainda a fasquia mais alto e toca os sinos a rebate: «Sendo a cidade, desde a sua constituição enquanto tal, o centro das mais importantes dinâmicas sociais transformadoras e de reunião das populações, as praças e espaços públicos são o primeiro elemento urbano que os regimes autoritários tendem a procurar dominar.»

Estou com uma certa curiosidade de ver onde vai parar tanto exagero e dramatismo... mas cheira-me que será meramente efémero... Infelizmente! Se os cidadãos fossem de facto mais exigentes para com o seu espaço público não permitiriam tanta publicidade, tanta falta de manutenção e tantas obras e estaleiros que se arrastam durante anos por incúria dos construtores ou falta de pagamento da câmara, como foi o caso do Jardim S. Pedro de Alcântara.

[B Aranda]

41 comentários:

Anónimo disse...

Até que enfim, que o blog aborda a questão!

E já agora, o que dizer da ruptura com o BE?

Isabel Faria disse...

Benardino, desculpa lá, mas mandar barro à parede não é (a) solução. Temos a obrigação de fazer melhor que isso. Discutir argumentos e clarificar posições, por exemplo.

E essa de apresentar o Daniel Oliveira, num post teu, como "colunista do Expresso", não lembra ao diabo.
Um camarada de Partido, ex-responsável pela campanha eleitoral de Sá Fernandes, um dos maiores defensores do Acordo de Lisboa,ser apresentado assim, porque discorda de uma medida que tu não discutes nem tentas defender, lembra-me umas coisas e uns métodos feiosos. Pode ser que seja trauma meu...

Quanto à pergunta do anónimo: não penso que tenha havido ruptura com o BE. Eu, pelo menos, faço parte da Concelhia de Lisboa e da Mesa Nacional e não soube de nada.Não discuti nada, nem votei nada.

tms disse...

Caro amigo Ber, já agora coloca o link e o post todo que não é assim tão longo.
Há duas semanas atrás até concordarias, com a frase que escrevi e que destacas:

"Sendo a cidade, desde a sua constituição enquanto tal, o centro das mais importantes dinâmicas sociais transformadoras e de reunião das populações, as praças e espaços públicos são o primeiro elemento urbano que os regimes autoritários tendem a procurar dominar."

O que te preocupa não é isso, mas sim, o que se segue:

"A venda temporária da Praça das Flores a uma empresa de automóveis, por despacho conjunto dos vereadores Perestrello (PS) e Sá Fernandes (BE), para além de impedir o direito ao descanso de quem vive nas sua imediações atenta contra o direito à livre utilização do espaço público. Nenhuma eleição legitima esta venda."

Para terminar, agradeço a nota curricular, mas esclareço que não sou candidato à CML pelo PCP... Se te deres ao trabalho podes por militante do PCP.
Um abraço

Anónimo disse...

Quem quiser ir ao Pau de Canela tomar o seu chá ou café, vai como sempre foi...

Quem quiser sentar-se nos bancos da Praça das Flores , pode fazê-lo livremente, eu ainda ontem sabado troquei conversa com meia duzia de idosos que calmamente lá passavam a sua tarde, curiosos das aparelhagens e dos palcos.

A unica conversa era a selecção de futebol, e quando tentei puxar a polemica para a conversa, a unica resposta que ouvi foi , se depois disto ficar mais arranjadinha , só é de apoiar.

Os moradores das Merçês ,tirando meia duzia, a começar pelo João Soares, e alguns militantes do PCP, pouco se têm preocupado com o assunto, ainda há pouco falei com uma amiga que mora na Rua da Palmeira, e fui eu que a informei de toda a polémica, realmente ela sabia que havia uma festarola qualquer lá para as bandas da Praça das Flores, mas até pensava que fossem já as festas do Sto Antonio.

Barulho na Zona, é habitual, o Finalmente e o restaurante as Sevilhanas encarregam-se disso.



Então porquê todo este sururu.

O Daniel Oliveira escreveu que há divergências sobre as empresas municipais, entre o BE e o Sá Fernandes, recordo-me do Bernardino Aranda ter perguntado no Arrastão quais divergências ? e a resposta ser o silêncio....

Poderia dizer que com futebol, e festas populares á mistura, toda esta polemica vai dar em nada.

Infelizmente não será assim.... depois do DN, e do Expresso, certamente outros jornais vão pegar no assunto, Pedro Soares , demite-se com pompa e circunstancia do Gabinete de Apoio ao Sá Fernandes.

A reunião do Sá Fernandes com militantes de Lisboa do PS , que era do conhecimento de muita gente, pelo menos o Blogue de propaganda do assessor do PCP, já há mais de uma semana tinha feito conversa sobre o assunto, tambem ajudou a lançar confusão.

A reunião foi um convite da distrital de Lisboa do PS , para Sá Fernandes explicar algumas das suas propostas, a começar pelo plano verde.

Tal como um comentador ontem dizia no Arrastão, nada impede por exemplo a distrital de Lisboa do Bloco de convidar um vereador do PS , por exemplo o Marcos Perestrelo, para ele explicar por exemplo qual a sua politica para aluguer de espaços publicos,mas tentou transformar-se uma mera conversa de esclarecimento, em algo de muito mais grave, e quem conhece o Sá Fernandes como a Isabel e o Daniel Oliveira conhecem ( aliás reconhecido pelo proprio Daniel ) Sá Fernandes é leal com o Bloco, e as divergências se as houver, resolvem-se com dialogo.

Quanto ao resto tudo o que não nos destroi ...fortalece-nos....e é isso que eu espero dos militantes do Bloco, pois estou certo que da parte do Sá Fernandes,ele continua a ser o que sempre foi, um homem frontal, dedicado á sua cidade, e que não alinha em manobras....

E há tanta gente desejosa de uma ruptura, matavam dois coelhos de uma cajadada, o PCP, porque o Sá e o Bloco são duas espinhas encravadas, certos sectores do PS, os tais que negociaram a Praça da Figueira com a Braga Parques,á espera de conseguirem desacreditar o Sá Fernandes, o Santana, o Carmona e a Braga Parques sem esquecer o grupo Amorim, da Infante Santo e do Convento dos Inglesinhos, á espera de tirarem a desforra.

Não lhes vamos facilitar a vida....

B Aranda disse...

Ó Isabel, eu sei que ele é isso tudo e toda a gente sabe.

Estava só a pôr a profissão dele (Jornalista... Mas ele ultimaente é mais opinion maker...) sublinhando a tese de que uma das questões aqui, para além da questão politica que é o fecho da praça e para além do aproveitamento político anti-sá fernandes é o facto de aquela ser uma zona de gente influente na sociedade lisboeta.

E gosto do post dele e concordo. Acho que escrevi isso na caixa de comentários. Portanto tem lá calmex.

Tiago: Eu tirei a frase do teu comentário no Arrastão. Por isso é que não linkei. O teu comentário era um excerto de um post, é isso?

Abraços aos 2

Anónimo disse...

Faltou-me essa parte , e ainda bem que o Benardino Aranda, lhe faz agora referência, o Comentario do Daniel Oliveira no Arrastão , é a todos os titulos equilibrado, põe com clareza as suas discordâncias, e as suas dúvidas, é assim que deve ser.

Julgo no entanto, que já é altura de o Sá Fernandes e o Bloco, darem em conjunto uma conferencia de imprensa e porem os pontos nos is, não é preciso que digam que estão de acordo com tudo, até por que isso não é verdade.

Mas que seja claro que há divergências,que elas são salutares, que entre o Bloco e Sá Fernandes existe confiança mutua, e que as divergências se ultrapassam com o dialogo.

Julgo que o Bloco e Sá Fernandes , não precisam de fingir que está tudo bem, sabemos que não está, mas tambem sabemos que não há rupturas,e sim algumas diferenças de opinião e de metodos, sobre a melhor forma de defender Lisboa e os Lisboetas.

E o Bloco tem aqui uma oportunidade soberana para mostrar na pratica, que consegue, sem sectarismos, trabalhar com independentes, que em determinadas materias, têm opiniões diversas das do Bloco.

Anónimo disse...

Ó Bernardino quando é que perde a vergonha e assume que deixa comentários sobre o mesmo assunto como anónimo e como b Aranda?!
Essa de se fazer passar por anonimo para defender teorias que não tem coragem de sustentar perante todos, Bloco e Sá, é uma jogada que já muitos percebemos...

Anónimo disse...

Há aqui alguem que se enganou , ou que pretende enganar alguem....

Sinceramente o que quer dizer este ultimo comentador...

Anónimo disse...

E como é que se explica esta notícia do Jornal de Notícias de hoje?
"A pouco mais de um ano das autárquicas e numa altura em que o desempenho de José Sá Fernandes começa a ser cada vez mais criticado dentro do Bloco de Esquerda, o líder do partido pisca o olho a Roseta, que admite apoiar em 2009.
Francisco Louçã elogia a "determinação" que Helena Roseta tem demonstrado neste primeiro ano de mandato como vereadora independente na Câmara Municipal de Lisboa e admite que "é normal que se recandidate". Questionado sobre se pode vir a ser apoiada pelo BE nas próximas eleições, Louçã não fecha a porta: "Veremos daqui a um ano", disse, numa entrevista ontem emitida pela Antena 1, admitindo que "a convergência e o diálogo" com Roseta é "perfeitamente possível". Francisco Louçã mostra-se atento ao desempenho da vereadora: "Tem cumprido o seu mandato com determinação e com propostas e deu um contributo muito importante para a vida da Câmara, que tem de ser escutado". Em compensação, e apesar de se recusar a fazer, para já, uma avaliação do mandato do candidato que o BE apoiou - Sá Fernandes -, Louçã admite que "há enormes atrasos que não podem continuar" na concretização do acordo pós-eleitoral celebrado com o PS, apontando os casos do planeamento urbano, política social de habitação e reorganização das empresas municipais.

Augusto Pacheco disse...

Meus senhores, num país com meio milhão de desempregados.

Com centenas de milhares de precarios e a recibo verde.

Com reformados com reformas de miseria, que mal lhes dão para sobreviver.

Com um aumento de situações de miseria e de exclusão social.

Com um aumento dos sem abrigo.

Com cada vez mais familias a endividarem-se, e a serem incapazes de cumprir as seus compromissos com os bancos.

Com politicas que atacam o Serviço Nacional de Saude.

Com politicas que põem em causa á escola publica.

Com cada vez mais jovens a sairem da nossas faculdades para irem servir em restaurantes de Fast Food ou em Call Center.

Com um aumento de portugueses a sairem para o estrangeiro á procura de emprego, muitas vezes vitimas de exploração desenfreada de empresas que contratam mão de obra temporaria , sem quaisquer escrupulos.

E perante tudo isto, meus senhores.

Perde-se tempo com um facto , sem relevancia para o país , e para a resolução dos seus graves problemas, só porque meia duzia de senhores que moram perto de uma Praça, não gostam que durante uns dias, haja musica á sua porta.

Seria triste , se não fosse ridiculo.

B Aranda disse...

Ó 4º anónim@ a contar daqui: Só tu para me fazeres rir a uma hora destas!

Então agora a teoria é que eu comento anónimamente os meus posts e os meus comentários? Para fazer propostas que não tenho coragem de fazer perante o bloco e o Zé! ahahaah

Realmente, o meu traço mais característico é precisamente esse: acanhado a falar com o Zé; acanhado a falar nas reuniões do Bloco e acanhado a escrever neste blog.

Não gosto de me expôr, sabes? Aliás, quem lê este blog, repara logo nisso: Não entro em polémicas , não assino as coisas, tenho um medinho que me pelo dos meus queridos comentadores anónimos!

Já te apercebeste que estás a reflectir traços comportamentais teus nessas tuas fantasias?

Já te apercebeste que isso não é saudável?

Há uma forma de eu acabar com isso: É pôr os comentários sobre registo prévio... Mas aí eras tu que ficavas sem poder cometar, né?

ehehehe!

PS: Já agora, a ideia da conferência de imprensa conjunta "para porem os pontos nos is" parece-me bastante ingénua.

Anónimo disse...

A câmara à rasca de dinheiro? Então que direi eu?!
Essa da falta de dinheiro para justificar varrer princípios par debaixo do tapete é típica da direita. Se acham que privatizar a praça das flores é uma boa medida, assumam-na.

Anónimo disse...

nao deixa de ser interessante ver como as coisas mudam consuante somos oposição ou poder. é triste...

Anónimo disse...

bela vista,monsanto, praça das flores,tudo está a venda? foi para isto que votei no bloco?

Anónimo disse...

Já Sófocles dizia na Antígona: "Uma cidade que pertença a um só homem não é uma cidade".

Percebam de uma vez o que é a dimensão pública da cidade, significa que ela acessível a TODOS e não apenas a ALGUNS que têm dinheiro para pagar convites para entrar numa praça (p.ex. a das Flores, num parque (p.ex. o da Belavista), ou outros espaços da cidade...

Caros José Sá Fernandes e Marcos Perestrello, tenham é vergonha na cara pois quem vende a cidade não é de esquerda, nem socialista!

Anónimo disse...

Que dramalhão!

Quando se vendem terrenos da cidade, terrenos camarários, fogos municipais, etc. Aí sim, "está a vender-se a cidade", está a "privatizar-se o que é público".

Faz-se isso em todo o lado a toda a hora! Só agora acordaram para vida com esta ocupação de via pública que paga taxas e tudo?

Cambada de hipócritas e demagogos!

Anónimo disse...

... o título deste post, não deveria antes ser?

"E OS MORADORES QUE SE SKODAM!"


P.S.
E já agora, sabiam que "skoda" em checo quer dizer: "dano, desvantagem ou perda". E que a expressão "to je skoda" quer dizer "é uma pena!" ?

Anónimo disse...

Ingenuidade Bernadino Aranda...

Quando está na imprensa, a noticia da demissão do gabinete de apoio ao vereador Sá Fernandes , do coordenador autarquico do Bloco de Esquerda ?

A maneira de fazer politica hoje, não se compadece com metodos de há vinte ou 15 anos.

Porque pensa o Bernardino Aranda que a BragaParques contratou uma empresa de comunicação social,a resposta so pode ser uma , tentar encobrir por todos os meios, e toda a propaganda, as acusações de corrupção, que pairam sobre a empresa

E DESTRUIR AQUELE QUE TEVE TOMATES PARA AS DENUNCIAR.


E o Grupo Amorim da Infante Santo e dos Inglesinhos, pensa que esta parado,que nao utiliza a sua influencia na imprensa, que controla...

O PSD o PCP e mesmo o PS, pensa que as clientelas que eles durante anos meteram na Camara, e que se sentem ameacadas pelas investigacoes em curso, e por um controlo mais rigoroso das admissoes, pensa que nao reagem....

Sa Fernandes nestes anos , suscitou muitas polemicas, denunciou muitos abusos, atacou corruptos, e corruptores, mexeu e de que maneira com interesses instalados, e tudo isto tem um custo.

Nao responder taco a taco a noticias que regularmente aparecem na imprensa , contando que rapidamente serao esquecidas, deixar o Sa Fernandes queimar em lume brando, sem o BE sair claramente e com convictamente em sua defesa,pensar que os inimigos do Sa Fernandes uma vez conseguidos os seus objectivos, nao virarao as suas baterias, para destruir o proprio Bloco de Esquerda, mais que ingenuidade, `e suicidio politico.

Talvez discorde , mas exemplos destes proliferam por essa Europa fora, e os resultados foram dois, quando os partidos e os cidadaos corajosos nao se amedrotaram , a politica da seriedade e da verdade, obteve vitorias, quando sucedeu o inverso, a corrupcao impunemente corrompeu todo o sistema , e arrastou consigo os ingenuos.....

Desculpem alguns erros , mas o computador esta a trocar tudo o que `e acentos.....

Anónimo disse...

o facto de FSF ter creditos anteriores, muito validos, digo eu, não o iliba das burradas que possa vir a fazer. errar todos erramos e é muito natural que erre pois é humano e está sujeito a muitas pressões. mas tem que ter muito cuidado pois está a tornar-se arrogante e as coisas não estão a correr bem. porque é que quando anunciou a recuperação da praça das flores não disse logo que tinha aquele compromisso com a skoda?não podemos defender a nossa dama com um desnorteado fervor clubista,temos que admitir que erramos e tentar fazer melhor. errar não é mau, persistir no erro é que é uma estupidez. Eventos no espaço publico tudo bem mas não como têm estado a ser feito e nesse aspecto nada mudou, eu esperava o contrário.o RinR e o Deltatejo não pagam taxas, um dá uma ponte e o outro duas casas de banho. insignificante para os danos que provocam e os lucros que arrecadam, o RIR é o negocio da china á custa dos nossos impostos e a mudança de posição de JSF é neste caso dramatica. Já agora só mais uma , JSF teve enorme importancia no negocio bragaparques, mas não direi o mesmo do bloco e do Ps a quem vi , está na net, a defender publicamente na assembleia municipal o negocio. Neste caso honra seja feita a JSF e ao PCP que sempre se manifestou contra a negociata. O PCP fez bastantes asneiras quando esteve na CML mas convem não sermos sectários. Sempre defendi a união em Lisboa do bloco , do PCP e agora de Helena roseta, penso que juntos seriam de 1 importancia vital para a cidade. Mas existenm odios muito dificeis de esconder. Esta clubite estupida dá cabo de tudo.

Anónimo disse...

A praça das flores, o monsanto, a bela vista, as praças e jardins da cidade não são pertença da CML . Pertencem aos cidadãos. Lisboa prtence a quem cá vive. Era bom que os politicos , todos, percebecem isso de uma vez por todas.

Anónimo disse...

No Publico de Hoje....

Sá Fernandes informou o BE antes de ter ido á reunião com militantes de Lisboa do PS, reunião que serviu para explicar o que é isso do Plano Verde, e as suas prespectivas para Lisboa.

Pedro Soares não está em divergência com Sá Fernandes, e vai continuar a substituir na Camara sempre que o vereador esteja impossibilitado, as autarquicas que se aproximam, obrigam Pedro Soares , responsavel do sector a um um maior empenhamento e por isso a sua saida do gabinete de apoio , Será substituido nessa função por Luis Fazenda, deputado por Lisboa.

Só uns dos representantes do Bloco na Assembleia Municipal Heitor de Sousa, de alguma forma discorda desta prespectiva.

Afinal parece que realmente

Foi muito barulho para nada.

Mas quem fez chegar a informação ao DN, e ao Expresso.....

Isabel Faria disse...

Anónimo, continuas a dar credibilidade às noticias que te sossegam e não dar credibilidade ás que te agitam as certezas. Acredita que tanto umas como outras têm uma dose qb de especulação. A do Público não é excepção. Há lá afirmações que mais do que especulações são mentiras. Como nas do Expresso ou do DN.

E não vale a pena a gente assobiar para o lado. A discussão e a tranaparência sempre foram a única solução. Tenhamos coragem para discutir...e sejamos tranparentes. E o Bloco ficará a ganhar.

Anónimo disse...

Isabel Faria quer-se realmente preocupar com alguma coisa de escandaloso, e de gravoso para Lisboa e os Lisboetas.

Tem o traçado da CRIL.

O bairro de Sta Cruz de Benfica, ficará praticamente entaipado, negocios especulativos com os terrenos da Falagueira, com Belmiros, Continentes, e intereses imobiliarios á mistura, com a cobertura da Camara da Amadora, e o silêncio cumplice da Camara de Lisboa.

Desinteresse de quase todos os actuais vereadores da Camara de Lisboa ( honra lhe seja feita, Sá Fernandes é excepção á regra).

E um movimento de cidadãos que contra ventos e marés, luta pelo seus direitos, ( Tambem estiveram á Porta do Trindade).

E são estes cidadãos que lutam pelos seus direitos, que esperam a solidariedade, e mais empenho dos cidadãos, que se preocupam com Lisboa e com os verdadeiros problemas da cidade.

Quanto às guerrinhas internas do BE, só he posso dizer duas coisas:

Um partido que nunca impediu ninguem de se expressar livremente, nem nunca expulsou ninguem por delito de opinião, não deveria necessitar de mandar recados através da imprensa, nem fazer chegar informações contraditorias, e pelo que a Isabel diz nenhuma totalmente verdadeira.

O DN titula BE em ruputura com Sá Fernandes....

O Publico, Não há qualquer ruptura entre o BE e Sá Fernandes.

Para que serve isto...

Porque será que os militantes que têm algo a dizer e acham que o devem fazer publicamente, não publicam um artigo ASSINADO como opinião, não lhes deve ser dificil, pois parece que todos têm bons contactos sejam os que informaram o Publico, os que informaram o DN ou o Expresso.

A opinião assinada, é uma responsabilidade, mas é tambem um sinal de liberdade de pensamento.

Este tipo de noticias, de fontes mais ou menos anonimas, faz lembrar o PCP, mas esses militantes ao menos ainda tinham a desculpa, de que se tomassem, posição publica discordando da cartilha oficial ,o caminho era a expulsão.

Como isso não se passa nem nunca se passou no Bloco, porquê utilizar estes métodos .

Note que a critica é para todos, e acima de tudo pela má imagem que uma vez mais, estão a dar a muitos simpatizantes do Bloco, que já não têm pachorra para tricas de bastidores.

Como eu por vezes entendo o Fernando de Viana do Castelo, apoio ao Bloco concerteza, mas já passou o tempo, em que tinha paciência para aturar caturrices de primas donas.

Anónimo disse...

Ó anónimo anterior e ainda o anterior, talvez sejam o mesmo, és um verdadeiro malabarista. Fartas-te de escrever, mas só serves para confundir. Pedes para que façam artigos assinados, mas tu escreves sob anonimato. Estive a ler as notícias todas de que falas.Confundes tudo. O Pedro Soares confirmou que a ida à reunião com o PS não foi discutida com o Bloco e confirmou que tinha diferenças de opinião com o vereador. Nada disto o impede de ser o vereador substituto, é da lei, mesmo que ele e o Sá Fernandes fossem inimigos fidagais. As declarações dele para qualquer um dos jornais são as mesmas, mas as interpretações dos jornalistas são da responsabilidade dos próprios. É assim, liberdade de imprensa. Não vale a pena pegares nas contradições das interpretações para passares uma esponja por tudo. É verdadeiro malabarismo à PCP. Será a tua escola?

Anónimo disse...

O anónimo que quer impor a sua agenda política à Isabel Faria ainda não compreendeu que não tem de haver um CC a impor prioridades políticas aos outros? Já foi chão que deu uvas!! Acha que o assunto da desagregação do gabinete do Sá Fernandes e o caso da praça das Flores não são importantes? São tricas de bastidores? O problema é que as restantes forças políticas na Câmara e os moradores não acham o mesmo. Chatice!

Anónimo disse...

Restantes forças politicas na Camara e os moradores.

Quanto ás forças politicas, poderão dizer o que quiserem , até agora ouvi o PCP e a Helena Roseta acusarem o Sá Fernandes, e esquecerem deliberadamente o Marcos Perestrelo.....significativo

Quanto aos moradores, não sei se foi feito algum referendo na Freguesia das Merçês, para saber a opinião dos moradores, eu desconheço, o que sei é que muita gente daquele bairro, não faz a mais pequena ideia, da polemica que vai por aqui, sobre o Jardim da Praça das Flores, e a festa do Skoda

Quanto ao resto....se o Pedro Soares é inimigo fidagal do Sá Fernandes, isso é assunto que só eles podem resolver,só que os jornalistas podem fazer as interpretações que quiserem, o problema, é quando os dirigentes partidarios não tendo isso em conta, fazem declarações que podem ter varias leituras.....

Por isso o melhor , e mais correcto em vez de informações a jornalistas, que só confundem,é escrever um artigo de opinião assinado, em que com clareza se expõem os seus pontos de vista, e as suas discordâncias, aliás Pedro Soares já o deveria ter feito pelo menos no ESQUERDA.NET.

È isto que se espera de um dirigente do Bloco.

Quanto ao resto cada um dará importancia aquilo que entender....

Quem quiser continuar a novela Praça das Flores continue....é uma opção.

Quem se preocupa com os problemas reais e concretos de Lisboa, tem mais com que se preocupar.

Veremos no final quem esteve do lado certo da barricada.

Anónimo disse...

1-Tanto Sá Fernandes como Pedro Soares afirmaram , que a saida do numero dois da lista á Camara, se deveu ao trabalho como coordenador autarquico do Bloco e que não foi motivada por ruptura politica.

2-José Sá Fernandes afirmou contudo ter informado antecipadamente o Bloco de Esquerda , da sua participação na concelhia de Lisboa do PS.

3-O lider da bancada Parlamentar Luis Fazenda passará a ser o interlocutor no partido-Diz Sá Fernandes

4-Há divergências de opinião , mas isso não foi o que motivou a minha saida-garante Pedro Soares

É isto que está escrito, cada um pode tirar as conclusões que quiser....

Isabel Faria disse...

"A opinião assinada, é uma responsabilidade, mas é tambem um sinal de liberdade de pensamento."
Pois é, caro anónimo, tens toda a razão.
Só que fica, então, a pergunta:
Nunca assinas porque não queres ter a responsabilidade do que escreves ou porque não te sentes livre para o fazer?

È que para o bem e para o mal (sim, porque me farto de dizer asneiras, como toda a gente...só mesmo o Cavaco para não ter dúvidas)tens sempre, nos comentários que escrevo um nome e uma cara para pedires responsabilidades.
Até para sugerires agendas, ordens de importãncia e para afirmares que faço declarações ao Sol que nunca fiz...Já viste o que eu poupava em respostas se resolvesse ser irresponsável ou abdicasse da liberdade de pensamento...opções. Ah, das quais não me arrependo, apesar de, às vezes, achar que é por masoquismo!!

B Aranda disse...

Caros comentadores: Este blog é vosso.

Não tenho nada contra que façam comentários anónimos. Nessas coisas sou muito liberal.

Já acho pouco ciber-ético que alguém escreva várias vezes anónimamente, dando a impressão que são várias pessoas e que há uma grande vaga de fundo dos leitores do blog (que infelizmente nem são muitos - cerca de 127 visitas dia), a favor (normalmente contra), determinada questão.

Ainda menos éticas são as insinuações sobre quem escreve anónimamente e são também injustas, sobretudo quando são dirigidas a mim (como a de um chico-esperto acima), que sou um dos poucos a dar a cara neste blog, juntamente com a Isabel Faria, sempre abordando os assuntos mais polémicos, sempre levando porrada, sempre desvalorizando um pouco os conselhos de quem me diz para não escrever tanto e defender-me mais.

Chegou-se a esta situação patética que são anónimos a protestar porque os comentários são anónimos!

O que proponho fazer então é o seguinte:

@s amig@s criam as vossas continhas google para poderem comentar.

Claro que na era da www os comentários não precisam de ser assinados com o vosso nome verdadeiro: Os 'Nick-names' as personalidades que só existem na net e na blogosfera são hoje uma realidade incontornável...

Mas assim, quando o "Pai Natal" escreve um comentário aqui sobre os precários da câmara e depois escreve ourtro sobre a praça das flores e outro sobre outro assunto qualquer, sabemos que é sempre a mesma pessoa e vamos nos habituando ao seu discurso, a sua visão sobre lisboa, etc...

É claro que há sempre maluquinhos e maluquinhas (mais do que eu alguma vez pensaria até há pouco tempo atrás) para se darem ao trabalho de terem várias contas google. e comentarem com vários nicks... mas sobre isso não há nada a fazer...

O que acham desta ideia?

Popular a viver na praça das flores (ou talvez não) disse...

A mim parece-me muito bem.

Isabel Faria disse...

Bernardino, eles até entram em guerra com eles próprios ou então concordam com eles próprios, criam emails, escrevem com nomes falsos (mas nomes mesmo, não nicks, assim tipo usurpar identidades...).
Tens razão, há muitos maluquinhos e maluquinhas por essa Net fora.
Mas talvez os maiores sejamos nós, que nos damos ao trabalho de lhes responder...identificando-nos.

Olha, já não sei. Eu aqui há uns tempos tive uma que assinava Margarida e era a representante oficial do PCP nos Blogs, que numa noite meteu 400 comentários a chamar-nos nomes...nunca tive a certeza se era a mesma ou se era mais que uma, tipo por turnos...um dia desafiei-a para um "duelo" à porta da Freguesia da Pena...mas ela não apareceu!! LOL
Portanto, digamos que é uma praga dificil de controlar...mas pode ser que a tua opção, ajude.

Anónimo disse...

Deves estar a fazer-te ao cargo de acessora do sá Fernandes...

Anónimo disse...

Lá isso é verdade, enquanto aderente do Bloco é para mim inacreditável que se fale do caso Lx em todo o lado excepto no Esquerda.net! É uma vergonha e só serve para alimentar a confusão. Estou perfeitamente de acordo com o anónimo anterior que sugere que os implicados escrevam artigos de opinião assinados.
E não sou um dos outros anónimos, sou mesmo este anónimo, se quiserem podem chamar-me Jaquim :-))

Anónimo disse...

assessora, informe-se antes de insultar.

PS - sou o anónimo Jaquim

renata disse...

o esquerda.net não faz referências nem à skoda, nem às reuniões do PS? Os velhos tiques estalinistas não desaparecem com discursos sobre a "esquerda moderna, não é? Ah pois é!

Isabel Faria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

O b aranda é o dono deste blog?

Anónimo disse...

Quem não tem vergonha é o João Soares, que abriu as portas de Lisboa aos patos-bravo da construção civil.

B Aranda disse...

Olá

Fui eu que criei o blog, fiz o lay-out do blog (exceptuando uma alteração que alguém fez anónimamente a certa altura eheheh ;)) e provavelmente o que mais posts faz...

Mas o blog não é meu. É da «Lisboa é Gente» se quiserem... é do gabinete municipal... sei lá. É um “blog-movimento” sem pretensões a ser formal ou oficial.

Há várias pessoas que já escreveram aqui. Alguns só um post, outros e outras mais. Se alguém quiser escrever, faça o favor de me contactar. (bernardino.aranda@cm-lisboa.pt)

Acho que é uma experiência extremamente positiva. Este blog é um documento histórico que ilustra o que tem sido a expriência do Bloco e da «Gente de Lisboa» na Câmara de Lisboa. Eu consulto-o muitas vezes para relembrar posições nossas, episódios, etc.

Ainda por cima o 'blogger' tem esta coisa excelente que é a procura de palavras no blog.

Mas enfim... Como não é só meu, já troquei ideias com malta aqui do gabinete que costuma estar mais atenta ao blog e sugerem que "não se feche a torneira dos comentários".

Realmente, apesar de tudo, uma das riquezas dos blogs, o que dá vida à blogosfera, são os comentários.

Para além disso as coisas têm tendência para acalmar. Já ficaram para trás os tempos dos comentários inflamados a dizer que o Zé ia despedir 500 precários ou aprovar por despacho, “anti-democraticamente”, turbinas eólicas em todas as colinas de Lisboa.

Anónimo disse...

Volto a uma pergunta que fiz no Domingo, mas que parece que passou desprecebida. Isto não foi invenção do jornal. Foram palavras ditas por Francisco Louça, ao vivo, numa rádio. Insisto na pergunta:
E como é que se explica esta notícia do Jornal de Notícias de hoje?
"A pouco mais de um ano das autárquicas e numa altura em que o desempenho de José Sá Fernandes começa a ser cada vez mais criticado dentro do Bloco de Esquerda, o líder do partido pisca o olho a Roseta, que admite apoiar em 2009.
Francisco Louçã elogia a "determinação" que Helena Roseta tem demonstrado neste primeiro ano de mandato como vereadora independente na Câmara Municipal de Lisboa e admite que "é normal que se recandidate". Questionado sobre se pode vir a ser apoiada pelo BE nas próximas eleições, Louçã não fecha a porta: "Veremos daqui a um ano", disse, numa entrevista ontem emitida pela Antena 1, admitindo que "a convergência e o diálogo" com Roseta é "perfeitamente possível". Francisco Louçã mostra-se atento ao desempenho da vereadora: "Tem cumprido o seu mandato com determinação e com propostas e deu um contributo muito importante para a vida da Câmara, que tem de ser escutado". Em compensação, e apesar de se recusar a fazer, para já, uma avaliação do mandato do candidato que o BE apoiou - Sá Fernandes -, Louçã admite que "há enormes atrasos que não podem continuar" na concretização do acordo pós-eleitoral celebrado com o PS, apontando os casos do planeamento urbano, política social de habitação e reorganização das empresas municipais.

Anónimo disse...

"Fui eu que criei o blog, fiz o lay-out do blog (exceptuando uma alteração que alguém fez anónimamente a certa altura eheheh ;))" - está o BA a dizer que não foi ele que tirou a foto do Sá Fernandes do canto superior direito?