sábado, 11 de outubro de 2008

FINALMENTE, A LISTAGEM!

O Público revela hoje a listagem completa dos inquilinos do património disperso da edilidade, que António Costa entregou na reunião privada de Câmara da passada quarta-feira. É uma lista extensa de aproximadamente 2000 habitações, ateliers e lojas, fora dos bairros sociais, e cujo valor das rendas varia entre a cedência gratuita e os €610 mensais.

O Correio da Manhã fez as contas... 83% dos inquilinos pagam, mensalmente, um valor inferior a €50, sendo que 29% chegam a pagar menos de €5, havendo mesmo casos onde a renda é de €0,25.

É certo que parte significativa destes valores foi fixada há várias décadas, tal como se pode constatar na data dos contratos revelada na listagem, e atribuída face à alegada situação de pobreza vivida à data pelos inquilinos. Porém a ausência de actualizações credíveis e sérias torna algumas situações verdadeiramente chocantes.

É o caso de alguns ateliers de artitas de renome nacional e internacional, cujo apanhado foi feito pelo Diário de Notícias, onde o valor do arrendamento choca gritantemente com os milhares de euros que as suas obras rendem. A esta situação acresce ainda o arrendamento de 16 Palácios históricos, nalguns casos de modo igualmente gratuito, como é o caso da Polícia de Segurança Pública no Palácio da Folgosa ou da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa no Palácio do Monte Real.

Um ano de mandato era mais do que suficiente para proceder à verdadeira actualização de todas estas situações, situações do conhecimento do Executivo, mas que a alteração do paradigma subjacente não constituía uma prioridade.

Urge uma política séria para a Habitação Municipal, onde sejam definidos critérios transparentes para a atribuição de fogos, mas onde a coesão social seja uma garantia e o direito consagrado no artigo 65º da Constituição Portuguesa uma certeza.

[AS]

6 comentários:

Anónimo disse...

A do Colegio São João de Brito, é de fazer ferver o sangue a qualquer um



Antonio

mariodasilva disse...

Essa era falsa. Esta lista já começa a meter água.

O interessante era saber ONDE ficam as casas... que uma casa na Quinta do Lambert não é o mesmo que uma casa de habitação social no Lumiar.

Anónimo disse...

Essa da quinta do Lambert é de um chefe de Divisão que pertence à vereação do Sá Fernandes.

Anónimo disse...

Essa da quinta do Lambert é de um chefe de Divisão que pertence à vereação do Sá Fernandes.

Anónimo disse...

De um chefe de Divisão da Vereação do Ambiente?! Que divisão? Quem?

Al disse...

preparar as eleições, preparar as eleições...